8 de jul de 2014

Sentindo Na Própria Pele - Mônica de Castro

Através das histórias da escrava Tonha, veremos que o preconceito e o julgar o próximo trazem a nós situações semelhantes, pois só sentindo na própria pele saberemos verdadeiramente respeitar a todos.

"Nada substitui a experiência. 

Entretanto, quando apressamo-nos em julgar as atitudes alheias segundo nossos próprios padrões, acreditamos estar de posse da verdade. 

Quanta ilusão! Como saber o que vai no íntimo dos outros? Como avaliar emoções que nunca sentimos? 

A vaidade faz crer que sabemos a melhor solução para o problema dos outros. A sabedoria da vida tenta mostrar-nos o relativismo do julgamento, trabalhando a inteligência de várias formas, mas se resistirmos, apegados aos próprios conceitos, ela coloca em nossa vida uma situação igual à que criticamos, para que, sentindo na própria pele, possamos compreender esse relativismo e aprender a respeitar os outros como a nós mesmos."

0 comentários:

Postar um comentário