13 de mar de 2014

Estação Polar - Matthew Reilly

Numa das regiões mais inóspitas do globo, entre imensas geleiras e ventos violentos, se esconde um segredo com mais de 400 milhões de anos. Um fato inacreditável que pode mudar completamente as atuais teorias sobre vida extraterrestre. 

Em Estação Polar, o australiano Matthew Reilly compõe uma trama que mescla suspense, mortes e aventura num technothriller que colocou seu nome no seleto clube dos melhores do gênero, como Tom Clancy. 

Sob o gelo da estação polar Wilkens, no coração da Antártida, um grupo de cientistas americanos investiga a descoberta de um objeto metálico. Os testes com carbono 14 indicam que o artefato é mais antigo do que a presença humana na Terra e se assemelha, de forma suspeita, com uma nave espacial. 

O que parece a descoberta científica do século começa a se desenhar com um mistério insondável quando o sumiço de dois dos cientistas leva ao envolvimento de serviços de inteligências de várias potências mundiais. Para investigar o caso e acabar com as especulações o governo americano envia o enigmático fuzileiro Shane Schofield. Um oficial diferente, durão e dono de inteligência fora do comum. 

Mas Shane também é dotado com uma visão sobre-humana, cortesia de um acidente que lhe valeu estranhos implantes oculares e o apelido de Espantalho. Enfrentando os interesses de diferentes nações, estranhas criaturas submarinas e agentes duplos, ele precisa de toda sua astúcia para impedir que a descoberta venha à público e crie pânico mundial. 

A habilidade de Reilly em transformar a narrativa em um enredo verossímil empolgou leitores ávidos de ação em todo o mundo. Com ritmo alucinante e muita intriga, Estação Polar revela novas ameaças e desafios a cada virada de página.

0 comentários:

Postar um comentário